domingo, 28 de abril de 2013

Buraco do Padre em 2013



O Buraco do Padre já aqui comentado em outras postagens é uma das jóias da natureza dos Campos Gerais. Depois que conheci a Chapada Diamantina-BA, quando olho esse monumento da natureza me vêem flashes de lá. 

Não temos o mesmo cuidado e não damos a mesma importância a esse local. Talvez, porque não é um parque, mas mesmo um parque na Bahia tem muitos problemas. Um exemplo que me impressionou  recentemente foi o parque Torres Del Paine, por conta de todo o cuidado e aproveitamento turístico e claro que lá o dinheiro faz a diferença.. 

Talvez seja repetitivo aqui, mas é que os campos gerais tem muita natureza de potencial turístico, mas falta algo que não sei se é interesse da comunidade, governo ou cultura.

Desde de julho de 2012 o Buraco do Padre  foi interditado para melhorias com a promessa da liberação em dezembro do mesmo ano. Talvez por lidar com o meio ambiente o proprietário teve problemas. Mas as pessoas continuam indo. A situação não mudou, ou até piorou. Onde tinha um acesso, ele foi bloqueado, mas outro ao lado foi feito sem muito cuidado e logo alguém vai entrar de carro e não vai poder sair, se não for um 4x4. 

Mas pelo menos dessa vez pela dificuldade de ir até lá e pelo aviso de interditado não vi muito lixo, que foi um ganho para o local que tinham muitos órfãos dos verdadeiros lixeiros, porque quem limpa não é lixeiro como dizia a minha vó.

Foi bom rever um local que não me canso e que recuperou-se de um incêndio desde a última vez que estive lá, apesar de interditado indefinidamente.



Comentários:

Ps 01. Uma mudança que notei foi a retirada da cerca que havia próximo da área de estacionamento. Uma nova cerca com quebra corpo foi instalada mais a frente onde começa a trilha sob as árvores.

Ps 02. Capão da Onça e canion São Jorge são os proximos destinos na região ainda esse ano.

sábado, 6 de abril de 2013

Volta em Antonio Olinto-PR via Parque Sawe.

É muito comum a presença religiosa católica na região, tendo a  principal atração a igreja ucraniana Imaculada Conceição de Nossa Senhora

Antonio Olinto é uma cidade rural de colonização polonesa e ucraniana, que fica a 140 km de Curitiba, próximo a cidade de São Mateus do Sul.  Por coincidência é o nome de um cicloturista que já fez e escreveu os guias de cicloturismo no Brasil o próprio Antonio Olinto. Eu mesmo já fui numa palestra dele em Curitiba e o encontrei na colônia Witmarsum, quando ele fazia prospecção para um novo guia no Paraná.

Mas voltando a cidade de Antonio Olinto, eu estive lá na ocasião em que a minha namorada da época Andrea Sidyr dava aula de dança folclórica ucraniana para os jovens (Jettiá) da cidade por causa do Festival Nacional de Danças Ucranianas. Assim para passar uma tarde, eu resolvi fazer uma pedalada de 40 km. Essa volta foi planejada no Bikemap. Eu tomei conhecimento desse site para planejar rotas através do Carlos Augusto, que também já planejou vários roteiros. Até pensei que ele já havia feito esses roteiros.

O planejamento é simples,  você visualiza as estradas por um mapa do Google Satélite e traça a rota que deseja realizar com a altimetria prevista. Depois baixa num GPS ou imprime os mapas do percurso. Eu montei 03 opções. Uma que seguiria para leste de 30 km, outra de 20 km de norte a sul chegando próximo ao Rio Negro (Divisa do Paraná - Santa Catarina) e outra única que disponibilizei aqui.

Os dados estão no GPSIES que aparecem aqui e também no Bikemap.



A idéia do percurso foram as estradas rurais passando pelo parque aquático Sawe retornando pela BR-476 e rodovia de acesso a cidade



Comentários:

Ps 01. Quando lembrei da pessoa do Antonio Olinto, lembrei também que no Paraná o cicloturismo não existe, apesar do guia que ele fez. Porque quando comparamos com o estado de Santa Catarina que tem 04 rotas de cicloturismo muito bem elaboradas e visitadas, é de dar uma inveja boa. E olha que o estado do Paraná é mais rico que o vizinho e ao mesmo tempo pobre em aproveitar as oportunidades turísticas. Por exemplo a rota dos tropeiros não poderia ser um cicloturismo?

Ps 02. Não visitei a igreja ucraniana da cidade, tombada pelo patrimônio estadual, porque errei o caminho e não tinha mais tempo de desviar o objetivo do percurso. Ficou para uma próxima planejada. 

Ps 03. Depois que saí do parque Sawe tinha como objetivo andar um pouco pela BR-476 e então desviar por uma estrada paralela. Bem, essa estrada foi parecendo de pouco uso,  mais a frente passei por duas porteiras. Depois não tinha continuidade ao terminar numa estrada transversal. Já era noite e ao optar por sair a direita acabei andando mais que o previsto fora da rota do GPS. Essa saída da BR-476 não foi uma boa!

Ps04. Aliás, atravessar porteira sem ter a certeza do que há na passagem como por exemplo cachorros  e boi é muito arriscado.

Ps 05. A altimetria do percurso planejado no Bikemap não é transferida para o GPS.

Ps 06. Antonio Olinto é em homenagem ao ministro da época da vinda dos imigrantes para a região e também é o nome de um escritor, veja a página da Academia Brasileira de Letras

Ps 05. Olhando depois na opção de mapa Openstreetmap do GPSIES acima andei mais no município de São Mateus do Sul do que no de Antonio Olinto. 

Ps 06. Passado um tempo realizei um novo percurso na região pelo mesmo motivo descrito acima e fiz as fotos da igreja ucraniana Imaculada Conceição de Nossa Senhora.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...