domingo, 30 de setembro de 2012

Cavalgada Rancho Ventania




Existe uma frase que eu uso muito em ocasiões de descontração: "Se eu fosse pobre uma vez na vida eu queria ter um haras."

A primeira vez que cavalguei foi no Parque Aquático e Vila Olímpica de Curitiba, que fica na divisa com São José dos Pinhais. Lá meus amigos de adolescência eram sócios e me levavam juntos como um filho postiço, época de poucos recursos mas de bons amigos. Eu pegava a carterinha deles e fazia as atividades. Tempos depois o Atlético Paranaense comprou o parque que o Coritiba Footbal Club recusou. Na metade dos anos 90 o governo do Paraná desapropriou a área por causa do canal extravasor de enchentes e o CAP comprou uma área de um hotel onde hoje é o maior e mais bem equipado centro de treinamento de futebol o CT do Caju.

Depois tive a oportunidade de cavalgar um dia inteiro com os mesmos amigos que saíram de Curitiba para Belo Horizonte, e em Minas Gerais numa fazenda de gado, isso também foi na metade dos anos 90, onde tive a experiência de um dia de cavalgada para levar sal nas áreas de pasto.

E assim outras oportunidades me fizeram gostar de cavalgar.

A de hoje foi por causa da amiga Giovana e  do Gilson que convidaram para essa oportunidade que chamei de terapia pelo que deixou de acontecer nesse mês em meio a percalços.

Eu já estive no Rancho Ventania em São Luiz do Purunã numa Cavalgada da Lua Cheia que foi difícil por causa da noite e dos cavalos talvez cansados.

E assim um domingo contemplado com fotos.

Comentários

Ps 01. Hoje também foi de lua cheia mas ela só pode ser vista na hora de ir embora no começo da noite e que está no álbum.

Ps 02. O cavalo que estava com o Gilson, de nome Hércules machucou a boca num escorregão mas sem cair. De pronto ele foi analisado pela nossa amiga e médica veterinária Giovana e teve só um corte, ao invés de perda do dente como haviam pensado.

Ps 03. Percurso total de 24,7 km de ida e volta trilhados no GPS.

domingo, 16 de setembro de 2012

Cicloturismo Rota das Baleias 2012



Estava demorando uma saída de bicicleta. Nas últimas semanas me dediquei mais as trilhas de montannha. Foram tantas que um amigo sugeriu que eu vendesse a bicicleta em comprasse umas cordas. Quanta maldade!

Há 03 meses comprometi com esse passeio com a Bike Ativa para Garopaba, no litoral sul de Santa Catarina. O período seria o mês agosto mas teve que ser adiado para setembro, após o feriado da semana da pátria.

A ideia do passeio eram as praias de Garopaba até Laguna, no período da rota das baleias como esse artigo do jornal noticiou a surpresa, que vai de Julho a Novembro.

No primeiro dia (15/09) saimos  da pousada Rosa Flat e pedalar da praia do Rosa até Laguna passando por Imbituba e Ibiraquera.



Esse foi um pedal de 53,7 km e com vento a favor, ou seja mais empurrado  que pedalado. A velocidade pedalada foi de 43 km/h de máxima e 20 km/h sem pedalar. Claro que um pedal no sentido inverso seria impossível.

O final do pedal foi na frente da Casa da Anita Garibaldi em Laguna

 O segundo dia (16/09) fizemos um pedal da pousada até a praia da Ferrugem, de 15 km finalizando no morro da praia.



Um bom visual das praias e a surpresa da época.

A baleia (centro) avistada do morro
A Baleia e seu filhote próximos a praia da Ferrugem


Demais fotos


Comentários:

Ps 01. Meu primeiro contato com a Bike Ativa foi para um pedal parecido que incluía caiaque na Guarda do Embaú, mas o tempo chuvoso fez adiá-lo. Essa postagem foi quase.

sábado, 8 de setembro de 2012

Morro do Canal em Todos os Ritmos



Ir ao morro do Canal pelo menos uma vez no ano passou a ser para mim um exercicio para apresentar aos amigos como se desenvolve uma trilha de montanha.

Requer responsabilidade porque as pessoas que não estão acostumadas têm esforços e situações que não fazem parte do dia-a-dia. A trilha de montanha proporciona bem isso.

Proporcionou para mim conhecer pessoas através de outros amigos que trouxeram os seus amigos.

Os amigos são a família que não nascemos, mas que escolhemos ao desfrutar dos mesmos interesses e partilhar de momentos, isso define um grupo.


Comentários:

Ps 01. Me bateu uma curiosidade do que pensou aquele pai que levou o filho até lá encima, com toda reina do garoto por causa do medo. Mas ele chegou e foi aplaudido por duas vezes nas dificuldades pelas pessoas que estavam lá.

Ps 02. O silver tape que eu e o Guilherme levamos salvou parte da trilha de uma garota, a Fátima.

Ps 03. Boa parte desse grupo que se encontrou são das aulas da dança de salão. 

Ps 04 Fotos da Maiuly.

Ps 05. Soube depois que no dia 08 de Setembro completou-se 50 anos da primeira subida do morro do Canal. As comemorações do cinquentenário serão no dia 15/09/2012 com a presença do Vitamina que entregará certificados brindados com espumante a quem chegar no topo da montanha.

Ps 06. O porquê do nome: "Abriram a picada e diante do encontro com verdadeira rede de fendas e corredores naturais, que lembravam labirintos e canais, denominaram o morro como Pico de Canal", do próprio Vitamina no site Alta Montanha .

Ps 07. Passado os dias, é interessante ver os comentários (só Facebook) daqueles que foram pela 1. vez. Tem o comentário do esforço e o que ficou dolorido; tem o comentário sobre a sensação da vista da montanha, tem aqueles que querem saber qual será a próxima. Lembro da sensação de um pouco de medo de alguns e do desafio que se submeteram.

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Morros Capivari Mirim e Médio Subestimados


No mês de maio 2012 eu fui num dos morros, o Capivari Grande. Os Capivaris são morros pouco frequentados, talvez pela localização ou talvez pela comparação com os demais na região próxima. 

Nesse 07 de Setembro,  eu iria pedalar com a Bike Ativa que cancelou. Para minha surpresa pintou um convite do Antônio Sérgio para ir até o morro Capivari Mirim e o Médio. E porque não? Mesmo com compromisso de trilha para o dia seguinte.

Confesso que esses termos menores acabaram me influenciando por não considerar tanto e achar fácil. Eu subestimei os morros de hoje. 

Mas foi muito gratificante e muito retratável, com um começo para ficar acima das nuvens da manhã e depois a abertura do sol. com boas visibilidades, com as imagens do Pico Paraná  e de outra referência, o lago da represa Capivari que está abaixo do nível devido a manutenção na usina Governador Parigot de Souza.



No blog do Mildo ele comentou que quando esteve lá o início parecia com a morro Araçatuba. É mesmo essa a impressão, e o GPS nessa hora ajuda muito com a trilha do Rumos  Navegação em Montanhas guiando sem perder tempo. Aliás esse site é um dos mais generosos e completos da nossa região.

Percurso trilhado somente de ida.

Estiveram nesses dois morros nesse dia Antonio Sérgio e Geni, Alice, Rodrigo Ricetti e Maumau.

Uma frase do Rodrigo: Curitiba é uma capital de poucos atrativos naturais, mas a região metropolitana e extensões como a serras do mar são as nossas jóias.



Comentários:

Ps 01. Inicio as 08:41 h da casa do Antônio,  chegada ao Capivari Mirim as 10:55 h. Depois chegada no Capivari Médio as 12:25 h

sábado, 1 de setembro de 2012

Pico Itapiroca em Setembro de 2012

Nuances de montanhas, foto by Julia Frozza

Há 03 anos eu retornei as trilhas de montanhas. Foi um algo a mais do que já vinha fazendo, considerando viagens, trilhas, cicloturismo, locais de natureza exuberante e fotografia. Esse recomeço foi indo ao pico Itapiroca. Fiz essa trilha com o Sherpa Turismo, num dia sem muitas condições, com o tempo fechado e que mal podia se ver os arredores.

Foi também o inicio dos planos para criação desse blog. Ao longo desses 03 anos a redação melhorou, porque quanto mais se escreve mais se aprende. E como os erros aparecem! Volta e meia, quando eu retorno em  alguma postagem, lá estão eles quase que piscando "me corrija".

Melhoraram também a qualidade das fotos com um equipamento melhor.



A informação dos percursos também melhoraram com a aquisição de um GPS.



Melhorou a qualidade do montanhista que aqui escreve, com a associação ao CPM - Clube Paranaense de Montanhismo,  a partir do mês de Junho/2012. 

Isso tudo nos últimos 03 anos resultou em 30.000 visitantes (Junho/2012). Confesso que não tenho muitas pretensões no blog, além de exercitar a escrita e divulgar alguma aventura,. Mas já serviu de consulta para alguém interessado, que volta e meia me pergunta algo. 

E nesse mundo blog de 03 anos, eu encontrei pessoas e outros blogs bem legais  e que estão pendurados  aqui no lado direito da página para quem puder aproveitar.


Comentários:

Ps 01. Quase que uma dupla ficou no caminho, mas se recuperaram e chegaram 30 minutos depois.

Ps 02. Quase 03 horas de ida e 2 horas de retorno.

Ps 03. Muita gente nas trilhas nesse dia de sol.

Ps 04. Prá não dizer que o mês de Agosto de 2012 passou desapercebido, houve um retorno ao Pão de Loth.

Ps 05. Algo que também melhorou foi conhecer os grupos diversos da montanha e da bicicleta e consequentemente as pessoas que compartilham das mesmas atividades e informações, pessoas admiráveis pelo nível de conhecimento e história ou simplesmente pessoas boas.

Ps 06. Dados sobre o Pico Itapiroca podem ser vistos clicando aqui.



LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...